TESTE ERGOMÉTRICO

Teste Ergométrico

É o famoso teste da esteira. É importante para avaliar pessoas que tenham fatores de risco para o infarto, mostrando o comportamento do eletrocardiograma no ato de esforço.

Algumas doenças manifestam-se durante ou logo após a realização de exercícios. Muitas alterações cardíacas são exacerbadas ou às vezes atenuadas pela atividade física.

Durante o teste ergométrico o médico acompanha a pressão arterial, freqüência cardíaca e o traçado eletrocardiográfico, podendo observar o aparecimento de alterações que auxiliam no diagnóstico e compreensão de sintomas.

Além disso o grau de esforço atingido e o desempenho do coração e da pressão arterial revelam a capacidade física do indivíduo; o que serve como orientação para prescrição e acompanhamento realização de exercícios físicos.

O Exame

Eletrodos são colocados no tórax do paciente e posteriormente conectados a fios que se ligarão ao computador.

Enquanto o exame é realizado são registrados continuamente os batimentos cardíacos pelo eletrocardiograma.

O grau de inclinação e velocidade da esteira são alterados conforme o protocolo usado pelo serviço e mudam em tempos regulares (minutos) tornando o esforço gradativamente maior.

Caso o paciente sinta algum desconforto ou aparecimento de dor no peito deve informar o médico.

O exame termina quando o paciente atinge o máximo de sua capacidade física, quando o médico entende que o nível de esforço atingido já foi suficiente para avaliação diagnóstica ou quando surgem alterações eletrocardiográficas importantes e sugestivos de patologias graves.

Dicas:

  • Usar roupas leves, confortáveis e um calçado adequado (tênis) podem melhorar seu desempenho no exame;
  • Em caso de muitos pelos recomenda-se que faça a tricotomia (retirada de pelos) em casa, para que os eletrodos se fixem à pele;
  • Procure não se alimentar em excesso antes do exame (até 2h antes);
  • Procure levar anotado as medicações em uso para melhor informar o médico durante o exame;
  • Não interrompa nenhuma medicação para a realização do exame sem que seu médico saiba ou solicite;
  • Procure atingir o máximo de esforço que puder, isso aumentará a capacidade diagnóstica do teste;
  • Comunique o médico qualquer sintoma que apareça durante o exame;